Guerreiros da esperança-Resenha

OI gente tudo bem com vocês? Venho aqui com o meu coração partido dar minha oponião sobre esse livro incrível. Vamos conferir?

A ilha de Belitung, na Indonésia, é riquíssima em recursos naturais, mas abriga contrastes sociais gritantes: de um lado, a grande empresa de extração de estanho, com suas modernas instalações e seus ricos executivos; de outro, o povo nativo, que vive numa miséria indescritível. É nesse cenário que a jovem professora Bu Mus e o diretor Pak Harfan tentam garantir a seus dez alunos o direito inalienável à educação. Eles têm que lutar contra as mais diversas dificuldades, como o estado decrépito do casebre em que as aulas acontecem, as constantes ameaças do superintendente escolar e as gigantescas escavadeiras, prontas para explorar o solo em seu terreno. Porém, o maior de todos os desafios é insuflar naquelas crianças a dignidade e a autoconfiança. E nisso os professores são bem-sucedidos. Juntos, seus alunos aprendem o valor dos amigos, conseguem descobrir o que há de melhor em cada um e conquistam feitos inéditos para sua pequena escola de aldeia. 


O livro começa descrevendo a ilha Belitung na Indonésia. Logo de cara nos surpreendemos com a característica desse local, pobre, sujo, miserável. Nos conta cada detalhe de cada cada criança que mora nesse local. (E é essa parte que pegamos o lencinho, pois ler que uma criança não tem um tênis que reaproveita uma roda para fazer calçado foi demais pra mim).

Esse livro é incrível, estou de coração partido por que ele acabou :( Acredito que todos os estudantes do MUNDO deveriam ler esse livro para dar valor ao que tem em sua escola.

Além disso, trás muitas reflexões como a importância de estudar, pois muitos nem chegaram a frequentar a escola, outros não acreditavam que poderia ser importante, afinal é muito "melhor e mais fácil" trabalhar.

Cada página que passava ficava mais agoniada e satisfeita ao mesmo tempo, pois ler o interesse deles na escola foi algo motivador. 

"Eu sempre ouvia dizer que as crianças reclamavam de ter que ir à aula. Nunca entendi aquilo, porque, apesar da aparência miserável de nossa escola, nos apaixonamos por ela desde o primeiro dia. (...) Mais que isso, fizeram com que amássemos o conhecimento."


O único ponto negativo do livro, foi algo pessoal, foi o nome dos personagens. Gente é muito estranho, sempre tinha que dar uma relida para ver de quem era. 

Narrado por Ikal, vamos descobrindo o fascinante mundo do aprendizado junto com a guerreira e determinada professora Bu Mus.

Recomendo muito esse livre para que você realmente dê valor a sua escola, ao seu material e principalmente ao aprendizado!!

8 comentários:

  1. Oi.
    Senão estou enganada, não precisa ficar triste, parece que esse livro é o primeiro de uma série. Dê uma procurada aí sobre ele... Você me deixou interessada nesse livro. Já li outras resenhas sobre esse livro e foram bem positivas.

    Abraços.
    http://musicaselivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oieee Natalia! É mesmo? Vou pesquisar sim, se for verdade é uma ótima notícia!
      Super beijo!

      Excluir
  2. Oie
    A premissa desse livro parece ser muito bom. Fiquei curiosa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. tem um tempinho que tô querendo lê-lo... desde que peguei um marcador dele na bienal ano passado aqui em PE, depois vi algum post seu falando sobre ele...
    bjs, flor.
    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria!! Espero que encontre, volta e meia está na promoção do submarino 9,90 ou 8,91!!
      Não vai se arrepender!
      Super beijo!

      Excluir
  4. Eu nunca ouvi falar nesse livro, acredite! Mas fiquei encantado com a temática dele. Tão REAL, uma situação tão comum ao mundo de hoje. Se passa fora do Brasil, pelo que li, mas é tão alguns pontos do nosso Brasil que fiquei a fim de fazer essa leitura.

    Imagino que deve ser muito emocionante.
    Obrigado pela resenha, eu vou procurar o livro.


    Bjux,
    Diego França.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diego, procure sim, foi inspirador... Eu sempre dou uma relida em algumas partes quando o dia não foi bom na escola... Dá um UP sabe?!

      Bjssss

      Excluir