Resenha: Por isso a gente acabou

Oi gente tudo bem com vocês? Hoje quero compartilhar um livro um tanto quanto morno que eu estava devendo a minha opinião. Vamos conferir?

Sinopse - Por isso a gente acabou - Daniel Handler, Maira Kalman
Por isso a gente acabou trata, com a comicidade típica do autor, de uma situação difícil pela qual todos um dia irão passar: o fim de uma relação amorosa e toda a angústia, tristeza e incerteza que essa vivência pode gerar. Min Green e Ed Slarteron estudam na mesma escola e, depois de apenas algumas semanas de convívio intenso e apaixonado, acabam o namoro. Depois de sofrer muito, Min resolve, como marco da ruptura definitiva, entregar ao garoto uma caixa repleta de objetos significativos para o casal junto com uma carta falando sobre cada um desses objetos e do episódio que ele representou, sempre acrescentando, ao final, uma nova razão para o rompimento. Essa carta é o texto de Por isso a gente acabou, que é, assim, carregado de um tom informal e tragicômico - características da personagem - e traduz com um misto de simplicidade e profundidade a história de uma separação. Imerso neste universo adolescente, o leitor conhecerá a divertida personalidade de Min, uma garota apaixonada por filmes cujo sonho é ser diretora de cinema, e as idas e vindas deste romance, desde o dia em que os dois conversaram pela primeira vez até o instante em que tudo acabou. A artista Maira Kalman, autora de diversas capas da revista The New Yorker, ilustrou cada um dos objetos da narrativa, trazendo cor e descontração a esta história dolorida.

O livro gira em torno de Mon e Ed Slateron (ok meio óbvio), mas na realidade é a carta que Min escreve relatando os motivos do seu relacionamento com Ed  ter acabado. Ela decide juntar TUDO que fez parte de seu relacionamento e entregar para ele, quando eu digo tudo é tudo mesmo (desde pequenas lembranças como um ingresso de uma festa ou até mesmo uma caixa de fósforo). E é assim que entramos nessa história cheia de lembranças, melancolias e surpresas.

Lembra que eu comecei o post dizendo que o livro é morno. E é. Não é um dos meus favoritos, pois a edição que eu peguei, além de ter alguns erros que me deixavam "doidinha", a obra não me cativou tanto assim. É uma história bacana, mas em alguns momentos ficou chato, detalhes demais, muito blablabla. Ok, talvez eu não esteja nessa "vibe" de fim de relacionamentos, mas o livro não foi tuuuuuudo isso.

O que é mais bonito no livro, além das ilustrações é a entrega de Min nesse relacionamento. Relacionamentos em si, já são complicados, seja ele qual for (entre irmãos, pais, amigos e principalmente um amor). E ver o quanto ela se doou foi demais para mim, pois o que adianta doar-se tanto a um alguém (Ed) e não ter um retorno. A parte falha é não poder saber qual é o real sentimento de Ed por Min.

Acredito que esse é o ponto principal da história, saber até onde ir, até onde o seu amor próprio pode chegar. Enfim... Muitas reflexões. Recomendo para quem realmente quer refletir sobre o assunto. 

Gostei da leitura, mas foi uma história um pouco clichê com um final bacana, mas só.

P.s.: Amanhã postarei o meu sumiço e trago algumas novidades! Aguardem.

6 comentários:

  1. Eu fiquei interessada por que achei diferente o livro ressaltar os motivos que levaram o namora a acaba e não o começo e como tudo foi acabando. Tenho curiosidade em o ler, tenho visto muitos comentários positivos como também algumas frases soltas.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Participa do meu blog, em breve terá sorteio. Beijos (:
    http://byfabiolasilva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Participa do meu blog, em breve terá sorteio. Beijos (:
    http://byfabiolasilva.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ane. Que pena que a leitura não foi marcante. Tenho vontade de ler esse livro algum dia, só não sei quando.rs!
    All My Life in Books - Aguardo sua visita

    ResponderExcluir
  5. Idem! É um livro morno, mas eu não o tiraria da minha estante! Eu realmente queria saber sobre os sentimentos do Ed.. bem que o Daniel podia fazer um livro só dele né?

    garotadechapeu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Ah, que pena que a leitura não pareceu cativar porque o título é ótimo. E o tema também, ainda mais quando tem cada objeto que em cada relacionamento sempre marcam né? Até uma pedrinha que foi entregue num dia no parque... rsrsrsrs

    Beijos

    Greice Negrini

    Blogando Livros
    www.amigasemulheres.com

    ResponderExcluir