Entrevista com Lilian Reis

Oi gente. Hoje trago para vocês uma entrevista que a Lilian Reis me enviou. Bora conferir.


1. Quem é a Lilian Reis? 
Sou uma apaixonada por leitura e escrita, cinéfila assumida e louca por rock anos 80 e 90, séries de TV?, todas. Também gosto de pop americana por influência de meus filhos. Sou mãe e esposa apaixonada. Uma das coisas que mais gosto de fazer é me reunir com minha família. Pai irmãs, sobrinhos e participar de “momentos bobeira”, rrsrs. Nesses momentos me liberto, deixo a minha palhacinha interior se aflorar, e estes, são os momentos mais divertidos que passamos juntos. Deus me presenteou com uma família abençoada.
2. Como surgiu sua paixão pela escrita? 
Bem, primeiro tenho de falar da leitura. Esta surgiu em minha vida quando ainda tinha 13 anos, e, ao contrário de muitas pessoas, ninguém me influenciou. Ao passar em frente a uma banca de jornal e revistas vi um livro, o qual tinha uma capa linda, é claro, um casal apaixonado. Rsrsr. Comprei o livro e a partir daí não parei mais de ler.
Escrever foi apenas uma questão de tempo. Resolvi colocar no papel o fruto de minha imaginação muiiito fértil escrevendo bilhetinhos, diários, cartas de amor e é claro, para a escrita criativa foi um pulinho. Lendo os livros de romances eu me teletranportava para aquela história e criava assim a minha própria história. Passei por esta etapa e, meio que... me esqueci dessa paixão. Casei-me e fui trabalhar num jornal aqui de Belo Horizonte.
Tempos mais tarde, após ver meus filhos já crescidos bateu aquela vontade de estudar, fazer algo bacana. (Este, era um sonho antigo.) Aí, resolvi cursar Letras. Foi nessa ocasião que me identifiquei ainda mais com a escrita. Escrevia deitada, sentada, de qualquer maneira no quintal, na casa de meu pai, e o mais engraçado, levava minhas ideias até para o banheiro. Rsrsr. É claro que eu escrevia era “top secret”, tinha vergonha de mostrar para as pessoas minhas ideias, meus delírios. Somente após receber palavras de incentivo de um professor – Prof. Dr. e também escritor, Luíz Roberto Wagner –, é que tive vontade de mostrar aos colegas de faculdade, que logo me encorajaram a ir fundo nessa profissão.
Tinha medo de ser criticada. Entretanto, no momento em que o Prof. Wagner elogiou-me, saí de dentro do casulo onde me escondia e um sentimento chamado CORAGEM passou a dominar-me. Sempre fui expansiva, mas era com as pessoas próximas, todavia mostrar a cara para todo o BRASIL seria uma decisão difícil, contudo as palavras de incentivo deste, que me é tão querido e de quem nunca me esquecerei, foram definitivas. “Nunca deixe seus escritos no fundo da gaveta”. – ele disse. - Resolvi então seguir adiante e retirei todas as minhas ideias que se amontoavam dentro da memória do computador e imprimi, começando assim a dar vida a um novo sonho; o de mostrar para as pessoas o conteúdo de minha ilimitada memória.
3. O que você sente quando está escrevendo? 
Paz. Sinto-me tranquila. Não me sinto estressada e mais, escrever tornou-se minha terapia.
4. Você irá lançar o seu primeiro romance “Eu, meu pai e os meus outros amores...”. Como foi pra você escrever esse livro? 
Foi a coisa mais gostosa do mundo. Eu sempre gosto de falar de amor. Não me prendo a apenas um gênero. Quando digo amor, digo em todos os sentidos. Amor na vida real e também fantasia.
A ideia de escrever “Eu, meu pai e meus outros amores,” surgiu da necessidade de falar de amor em todas as suas formas, ou pelo menos quase todas. Rsrsr. Queria abordar amor paterno, materno, fraterno o amor por um cara, a primeira transa, o perdão e por aí vai... O livro aborda a primeira transa de forma amena, sutil, deliciosamente sensual e até inocente por parte de Jade, a protagonista; que vê a possibilidade com medo e dúvidas...Além de escritora você exerce outra profissão? Não! Não obstante seja formada para lecionar, não exerço. Quero dizer... Sou dona de casa em tempo quase integral e amo. Adoro cuidar de minha casa, filhos, marido cachorro... Rsrsr
5. Qual a sua expectativa com relação ao lançamento do seu livro? 
Estou na maior expectativa e adoraria que tudo desse certo. Já deu. Eu creio! Já disse e repito escrevo com o coração na ponta dos dedos e a história de Jade foi uma ideia bacana que tive, e quando escrevi fluiu assim tão naturalmente! Espero que as pessoas amem, assim como eu amo.
6. Qual seu livro de cabeceira?
Rsrsrs. Não tenho “um” livro de cabeceira. Tenho muitos. Todos os livros que li de alguma forma mexeram comigo. Na boa! Livros de romance são e sempre serão meus livros de cabeceira, independentemente do gênero, novel ou fantasia.
Qual sua frase preferida?
Uma frase minha: “o verdadeiro amor é aquele que te faz flutuar, que te faz cometer loucuras e não aquele que você acha que é o certo, o óbvio, o seguro. O verdadeiro amor é aquele que não encontra resistência, aquele que te dá saudades que lhe causa arrepios e lhe tira o ar”.
(O verdadeiro amor, por Lilian Reis.)
7. Defina-se em uma palavra. 
Amada.
8. Deixe uma mensagem para os leitores do blog.
“Gostaria de agradecer à oportunidade e o espaço aqui cedidos tão gentilmente”. Adoraria que as pessoas lessem: Eu, meu pai e outros amores..., e, se apaixonassem pela história que contei de forma tão apaixonada. Posso garantir que vão encontrar um pouco de tudo. Escolhi escrever de forma solta, de maneira que as pessoas se identifiquem. Sem formalismo. Usei de humor ao tecer alguns diálogos e coloquei elementos os quais eu também procuro ao escolher um bom romance.
Lilian Reis.
Demais essa entrevista né?!

7 comentários:

  1. Ane uma vez mais obrigada. É extremamente gratificante saber que o que se faz com tanto amor possa agradar as pessoas. Espero que Eu, meu pai e os meus outros amores... Fique gravado na memória de muitos leitores, pois a história é realmente instigante. Rola de tudo. Tragédia, decepção, humor, amizade, descobertas, perdão, amor e principalmente aprendizado.

    ResponderExcluir
  2. Ah, eu adorei a entrevista! A Lilian é um amor, adorei toda a dedicação que ela tem com as coisas e pessoas que ama! O livro deve estar maravilhoso! Que tenha muito sucesso!

    Beijos,

    Marcelle
    bestherapy.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que legal a entrevista! Gostei muito do jeito da Lilian!
    Beijos
    Rízia - Livroterapias
    livroterapias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Simplesmente linda a entrevista!Muito obrigado por compartilhá-la consco!

    Bjo,bjos bye

    raffaelpetter.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Adorei a entrevista, e o jeitinho da Lilian *-* parabéns as duas. Beijocas!

    ResponderExcluir
  6. Obrigada aos queridíssimos seguidores do blog. Adooooro. Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Aahhhhhhh eu quero muito ler esse livro *.*
    E a entrevista então, maravilhosa.
    Parabéns por esse post,e obrigada por dividir conosco.
    xoxo,
    Fernanda,
    www.lendoeesmaltando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir