Cinquenta tons de cinza

                                                     

Oi gente, enfim falarei do que eu achei desse livro.

Sinopse:“Quando Anastasia Steele entrevista o jovem empresário Christian Grey, descobre nele um homem atraente, brilhante e profundamente dominador. Ingênua e inocente, Ana se surpreende ao perceber que, a despeito da enigmática reserva de Grey, está desesperadamente atraída por ele. Incapaz de resistir à beleza discreta, à timidez e ao espírito independente de Ana, Grey admite que também a deseja – mas em seu próprios termos…”
 Confesso que foi amor e ódio. Logo no começo do livro, não tivesse como não comparar Christian Grey com Gideon (Toda sua- Sylvia Day) e até me deu um certo ódio, "DE NOVO UM CARA RICO, LINDO, MARAVILHOSO" (por que isso não acontece de verdade?! enfim...). Após esses momentos estranhos, embarquei na leitura. O livro nos trás Christian Grey (o tal ricaaaasso, lindo e maravilhoso) e Anastasia Steele (meio desengonçada, ingênua e inocente-será?). Após os dois se conhecerem ocorre aquela loucura de "livro", um querendo o outro e blablabla. Confesso que tive um certo ódio pelo Grey no início, pelo o que ele faz, mas depois que fui lendo a obra, os papéis mudaram e comecei a ter ódio por Ana, ai sério, o que é essa coisa de Deusa interior?! E inconsciente blablablabla (Um s-a-c-o)
Cada página, descobrimos um poco mais de cada personagens e após alguns encontros Ana está apaixona por Grey e ele de uma maneria muito diferente, acho eu, que também está. Grey é adepto ao BDSM (Bondage e Disciplina, Dominação e Submissão, Sadismo e Masoquismo) e esconde em sua mansão um Quarto, no qual Ana cham de "Quanto da Dor".) Ana e Grey continuam se encontrando e até experimentam o quarto. A medida que avançamos a leitura, ela vai ficando divertida, com muitas emoções.

Um trecho interessante do livro:

"- \Vou comprar muitas coisas para você, Anastasia. Vá se acostumando. Eu posso pagar por elas. Sou um homem muito rico. - Ele se inclina e me dá um beijo casto nos lábios- Por favor. 
Ele me solta.
Rá, meu inconsciente pronuncia pra mim.
- Isso me faz com que eu me sinta vulgar-digo.
Christian passa a mão no cabelo, exasperado.
-Não devia. Você está pensando demais, Anastasia. Não se julgue moralmente com base no que os outros podem pensar. Não desperdice energia. (...)

Ele sabe das coisas não é?! Nesse pequeno trecho percebemos o seu lado, CONTROLADOR que fica muito evidente em cada página, além do quanto ele pode ser inteligente. (ok Grey me conquistou hehehe).

O que mais me chocou foi o contrato, achei extremamente bizárro; com até cláusulas de como se vestir, comer etc. Essa parte foi muito forçada, tanto que os personagens nem assinaram, afinal Grey também quer "MAIS".


Recomendo a leitura, mas quanto menor for a expectativas melhor vai ser a leitura hehehehe!Além disso, é muito engraçado, divertido, não é assim tão erótico como outros livros, mas tem algumas cenas mais "exóticas". Eu até to querendo ler o segundo, mas não é com tanta vontade como estou com a sequência de Toda Sua. Quero ler o próximo, mais pela curiosidade do passado de Grey. 


7 comentários:

  1. Comprei mais não peguei ainda pra ler , gostei da resenha !

    Menino Lendo
    @Dudu_Magalhaes1

    ResponderExcluir
  2. Falei pra mim mesmo que não ia querer ler o livro, mas sua resenha me despertou um "tic" que até minha mãe falou que parece ser legal. Vou ler, beijos!
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. O achei o livro chato e mal escrito. Até tem umas partes divertidas e envolventes, mas no geral não gostei. Mas gostei da resenha. :)
    Como todo mundo está dizendo que Toda Sua é melhor, então estou pensando em arriscar. ;)

    Beijos.
    http://navirj.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Morro de vontade de ler esse livro... Mas, e se eu me decepcionar? rsrsrs
    Sua resenha ficou ótima!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana, tudo bem?
    Menina, não sei bem o que dizer, porque li esse livro e me decepcionei horrores. Esperava MAIS. Acho que a unica coisa que salvou mesmo foi essa curiosidade de descobrir o passado do Grey, e essa consciência da Ana e a deusa interior é uma comédia. kkk
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  6. Oi Ane,
    Acredita que eu não estou com vontade nenhuma de ler esse livro =/
    Só se conseguir emprestado mesmo hahahahaha
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  7. estou com a coleção completa e esperando o tempo certo pra ler , eu amo leitura .

    ResponderExcluir